sábado, 26 de janeiro de 2013

Antônimos




Homem é livro de capa dura e páginas de papel de seda. Mulher é embrulho de cetim envolvendo um supino. Homem é show do Scorpions. Mulher é disco do Prince. Homem é corpo sarado. Mulher é peito e bunda. Homem e Mangueirão lotado. Mulher é final de novela das oito. E vice-versa. Homem olha uma flor. Mulher vê uma flor. Homem fede à rua. Mulher é tirinha de stand de perfumaria. Homem é internet veloz. Mulher é carta que demora semanas. Homem é apresentação holográfica. Mulher é cartaz com papel crepon. Homem é tato, mulher é paladar. Homem é fogo. Mulher é gasolina. Homem é cerveja barata. Mulher é o vinho argentino. Homem é o prato feito. Mulher é a especialidade do chef. Homem é Portugal. Mulher é Espanha. Homem é dia. Mulher é noite. Homem brinca de médico. Mulher brinca de casinha. Homem é cachorro. Mulher é gata. Homem é assalto à mão armada. Mulher é sequestro de megaempresário. Homem tem certeza de que tem certezas. Mulher tem certeza de que tem dúvidas. Homem pensa que sabe. Mulher sabe que pensa. Homem é a briga na mesa do bar. Mulher é o rancor eterno. Homem xinga outro homem. Mulher elogia outra mulher. Amizade entre homens é pra vida toda. Amizade entre mulheres... Homem é exame de rotina. Mulher é check-up completo. Homem é blog. Mulher é Tumblr. Homem é matéria. Mulher é reportagem. Homem é “até mais”. Mulher é “seja bem-vinda”.  Homem é sexo com amor. Mulher é amor com sexo.  Homem é instinto. Mulher é intuição. Homem é comédia. Mulher é aventura. Homem não sabe viver sem mulher. Mulher não sabe viver sem homem... Mas não admite isso nunca. 



IMAGEM: http://elamundo.files.wordpress.com/2012/01/bonecos-de-banheiro.jpg

2 comentários:

Antonio Anderson disse...

Ainda que possa pareça uma rotulação dos gêneros, é louvável e aplaudível de pé, a riqueza e a estética do texto, além de trazer um envolvimento sem igual, pela identificação com o texto. Parabéns!!!

Ainda que indiretamente, lembrei bastante de duas músicas: "Homens e Mulheres" (Ana Carolina) e "Amor e Sexo" (Rita Lee).

Thaís disse...

"Mulher não sabe viver sem homem... Mas não admite isso nunca." Quem disse, hein? Belo texto, parabéns de novo, e de novo, e de novo...