quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Quando pesa




Um dia, meu pai me disse:

“Filho, vem cá. Eu to te vendo assim, pra baixo, sinto vontade de te consolar. Mas não com um afago no rosto, um abraço ou coisa assim, fugaz. Meu melhor consolo é o das palavras, confia em mim. 

Se isso for te deixar mais tranqüilo, você não é o único a carregar uma cruz. Só você sabe o quanto pesa, mas todos têm a sua. Muitos nem podem escolher, acabam suportando o peso injusto de um mundo, um mundo que não é seu. Infelizes, alguns cedem, alguns desistem. Ou pra correr atrás de outros sonhos, ou pra descansar.

Você escolheu sua mochila, e nela carrega só o resultado da sua própria vida, os seus próprios destinos e as suas aflições. São suas, só suas. Você imagina quantos queriam estar no seu lugar? Quantos gostariam de ter nas mãos as suas próprias obrigações?

As coisas não vão ficar mais fáceis, só por você acha que elas estão difíceis. Do nada, a bigorna se enche de ar? Não, meu filho. Parece que tudo o que você tem na agenda pesa mais do que o papel onde escreves, entretanto, largar de mão seria a solução?

Hoje é fardo, amanhã vira orgulho. Vai por mim, teu velho sabe quanto tempo esse amanhã demora pra chegar, e se o caminho é de luta, o fim será de glórias. Dá ouvidos a um cara que ganhou filho e família pra criar aos 17, e que nunca teve a chance de ouvir o que eu estou te dizendo de ninguém. Dá ouvidos a um cara que não teve escolha, mas soube fazer da sua obrigação uma vida feliz.

Aprende uma coisa: a gente só é o que quer ser. Se os teus objetivos são grandes, como são, é porque você é grande.

Agora fecha o livro, vai dormir. Amanhã o dia vai ser longo. Vai. Mas você é maior do que qualquer cansaço.

Boa noite, meu filho”.

Nesse dia, eu pensei em desistir... Acabei desistindo de pensar. Ainda bem.

IMAGEM: http://3.bp.blogspot.com/_EjjwdcGv_sY/TKhg37F4A8I/AAAAAAAAAEs/C04grrrscSo/s1600/cansado.jpg

2 comentários:

Gabriela Amorim disse...

Você me fez chorar e me encontrar em suas palavras. A mais pura verdade é que sempre estamos pensando em desistir, mas poucos levantam a cabeça e seguem em frente. Obrigada por suas palavras!Elas traduzem o que muita gente está sentindo agora.

Joseana disse...

Porque o 'ótimo' não está no meio do interessante, engraçado e bom? :D. Adorei esse texto, me identifiquei bastante!