terça-feira, 26 de julho de 2011

Passado Presente - Parte IV


Estamos apresentando

Ardente. A vida real de Gabriel e Marina era uma loucura, desde o modo como surgiu até o seu desenrolar. Depois de descobertos, os dois não viam mais motivos para não se mostrarem como um casal de fato. Já andavam de mãos dadas, já eram vistos aos beijos em festas, já estampavam ensaios fotográficos de revistas para noivas.

Mais do que a embalagem ser vistosa, o conteúdo desta paixão era realmente intenso. Não sei se posso, mas continuarei a chamar de amor, pois existia sentimento. Menos sentimentos do que sensações, das mais variadas, das mais inusitadas. Um casal de extremos. Discutiam, é claro. Que casal não discute? Principalmente por ciúmes, por ambas as partes. Gabriel até um pouco mais (mesmo sem saber do caso antigo de Marina).

No ódio e na cama, o final de toda briga, os dois não tinham limites. A vida privada (e limitada) dos dois atores era atração pura, inexplicável até. Os dois se conheceram e, poucas semanas depois, já pensavam em casamento. Fulminante. Nenhuma novidade, já que Gabriel e Marina não eram o primeiro, e muito menos serão o último casal formado por trás das câmeras.

Os Trending Topics eram pouco para a febre em que o casal se transformou. As adolescentes os consideravam ídolos, as vovós achavam os dois o casal perfeito, tanto na novela, quanto nos intervalos. Tudo era lindo, mas toda felicidade é alvo de olhos invejosos. Com eles, não foi diferente.

Diana, inconformada com o fim de seu casamento com Gabriel, começou, em atos desesperados, a atacar o ex, em programas de audiência duvidosa, feitos para difamar e garantir o segundo lugar no Ibope nas tardes da semana. Nas revistas, depoimentos raivosos de uma mulher abandonada, de uma família acabada. De uma pessoa acabada. Todos nós sabemos que uma mulher abandonada é capaz de qualquer coisa. Até que ponto a ira de Diana se transformaria em veneno fatal, para ele ou para ela?

César também sofria. Um homem trocado não deixa barato, o orgulho não aceita. Vingança é inevitável, e a dele foi cruel. Seu talento e seus vários colaboradores o permitiram, digamos, mudar os rumos do romance de Breno e Juliana na novela. 


Acompanhe a história. CLIQUE AQUI.


Nenhum comentário: