domingo, 24 de julho de 2011

Passado Presente - Parte III


Gravando!

As gravações começaram, e a repercussão dos primeiros capítulos foi, como esperava-se, maravilhosa. A história envolveu o país, e os protagonistas eram sucesso absoluto. O romance de Breno e Juliana, e a luta da mocinha para esquecer Mariano, sua desilusão do passado, o primeiro amor e a maior decepção de sua vida, alcançava recordes de audiência. Nos estúdios, atuações brilhantes. Mas a verdadeira história de novela acontecia nos bastidores.

Os atores começavam a aparecer nos mesmos lugares com mais freqüência, a serem vistos juntos nos corredores da emissora, e bastou isto para que o estopim fosse aceso. Um escândalo começou a se revelar nas capas de revistas, nos sites de fofoca e nas mesas de bar. Bem que os dois tentavam evitar a exposição, mas a fama não perdoa. O contrato não permite liberdade condicional, muito menos o direito de pedir privacidade.

Mas o mundo inteiro tinha razão. Breno e Juliana deram lugar a Gabriel e Marina, e os quatro foram se misturando cada vez mais, e a ficção deixou a realidade entrar sem licença. Os beijos não eram mais técnicos, os olhares não eram mais parte do roteiro. O sentimento saiu do papel, do roteiro e do controle de César.

Como autor, ele sabia que deveria escrever não mais para um casal de atores, mas para dois apaixonados. Porém o texto carregado, mais visceral, tornou-se predominante na trama dos dois. O motivo: César e Marina tiveram, sim, um romance, como os boatos apontavam. Talvez o convite para estrelar a novela tenha sido fruto desta relação tórrida e passageira. Os dois terminaram no começo da novela, e César não entendia o porquê. Agora tudo se esclareceu.

Mais alguém nessa história ligou os pontos e chegou a uma conclusão dolorosa. A esposa de Gabriel, Diana, mãe de seu filho, um bebê, que mal sabia do futuro que sua família teria semanas depois. Gabriel estava cada dia mais ausente, talvez criando coragem para contar à esposa o que a mídia se encarregou de revelar.
Como podia uma mulher destruir a solidez de um amor de anos? Como podia um homem largar tudo por uma paixão?  


Acompanhe a história. CLIQUE AQUI.


Nenhum comentário: