domingo, 2 de janeiro de 2011

Um ano de todos nós

“O começo de um novo ano sempre nos traz perspectivas. 2011 é um ano de mudanças, mudanças que envolvem uma reflexão sobre tudo o que aprendemos ao longo desse ano. Sobre nossos atropelos, desafios, barreiras e dúvidas. Sobre todas as vezes que pensamos em desistir, tivemos medo do futuro, do presente, e muitas vezes, nos arrependemos do passado. De todas as vezes que buscamos um novo começo. Este é um novo começo. Um ano que nos possibilita ir além das nossas expectativas, que nos possibilita reconstruir os sonhos. Que nesse novo ano, as vitórias possam ter o sabor das dificuldades superadas, do dever cumprido, das sólidas amizades e dos momentos inesquecíveis compartilhados.”
Jéssica Luz, 19

“Em 2011 eu vou ter mais 365 dias, a diferença é como vou passá-los... No fundo, no fundo, eu nem me importo muito não, sabe?! Eu sou apaixonada por tudo o que não conheço mesmo, quero saber quem vou amar só no segundo em que meu coração disparar, quero saber quem vai me ajudar só depois que apertar bem forte a sua mão, quero saber por quem vou chorar só no momento em que as lagrimas estiverem secas ao chão, quero saber dos abraços que darei quando já não tiver forças para abraçar o outro corpo, quero saber das felicidades que vierem quando elas forem minhas lembranças, quero que as dificuldades me venham e que eu passe por elas e depois apenas olhe de lado, meio que me saindo. Hoje em dia muita coisa acontece e você já sabe antes de acontecer...”
Luana dos Anjos, 20

“Para 2011 o sentido se esvairia das minhas mãos, alcançaria o mundo e o universo com um toque de exatidão. Complexo. Ousado. MEU. Sonhos me acordariam de madrugada para dizer que são meus e que se realizaram. Dirão em plenos pulmões que são de verdade e não mais meros sonhos. Para 2011, não precisarei fingir que aviões são estrelas cadentes, pois as cadentes são fugazes e se esvaem. O que desejo para mim e o que luto para ter, são estrelas que não caem.”
Ana Carolina, 20

“Em 2011 eu... Quero demais um “grande nada”: nada de quedas, nada de stress, nada de tudo que sobra e faz tão mal. Tenho uma obrigação e uma dádiva que é o momento de materializar essa Casa de Folha que tanto falo e contar um pouco das coisas que vi até agora. No mais, talvez, olhar para dentro e enxergar tudo que vejo aqui fora, existem pequenos laços que sempre devemos procurar, quase sempre perdidos dentro, o que é triste, dentro de nós. Eis uma boa hora pra dizer que em 2011 eu... Bem... Seremos todos nós!”
André Luís Gouvêa, 19

“2011 vem aí, que tal renovar dentro de você aquele espírito de amor ao próximo? Não digo aos próximos, amigos e família, pois amá-los é fácil demais. Digo amar aqueles que lhe machucaram, lhe ofenderam e lhe causaram transtornos, transpor esses nós a cada dia renderá ao final de mais um ano, uma série de sentimentos bons e prósperos, e disso eu tenho certeza. Acredite mais, confie mais, ame mais, viva e aproveite cada segundo de seu tempo de forma ímpar e FELIZ 2011!”
Raíssa Bahia, 19

“Em 2011 eu, torço para que consiga realizar o que ainda me falta, descobrir as respostas para as perguntas mais complexas e concretizar o que me espera sem que eu saiba. Que eu aprenda discernir e acertar mais do que no ano que em passou. Que renove a cada dia a alegria e consiga superar as tristezas e dores que irei sentir. Que cada passo seja para frente e que tenha fundamento, agora não me basta andar, tenho que saber o porquê disso. Quero aprender coisas novas, instrumentos, músicas, toques, danças, tudo que meu corpo, mente e alma, possam desenvolver e me dar o prazer de conhecer. Em 2011, apenas quero que seja melhor que 2010, que consiga tocar violão, arrumar um (novo) emprego, viajar (de novo) nas férias e continuar com meu (grande) amor, talvez seja esse meu destino. Crescer.”
Helen Gomes, 18


Em 2011... Eu pretendo observar. Observar mais as pessoas antes de tentar julgá-las. Observar as atitudes para poder entendê-las. Observar as imagens para abstrair o que realmente querem dizer e não ser ludibriado por meros encantos visuais. Observar as mulheres em suas minúcias, buscar suas essências, sabores, valores. Observar para livrar meus atos de erros, e se eles forem inevitáveis, observar para aprender algo com eles.
Robson Heleno, 20 

Tentei, mas não consegui escrever meus desejos para o ano de 2011. Eu sento, olho, penso, mas sinceramente eu não sei o que eu quero para o ano que vem. Querer pra quê? Este ano me fez entender que sonho ilude, engana e faz chorar. E que as pessoas não são tão boas quanto eu imaginava. Foi, por isso, que excluí tudo o que me fazia mal. Excluí, também, pessoas que me faziam bem demais, pois senti medo de gostar delas. Este ano foi marcado pelo medo de arriscar, pela incerteza, pelas decepções e por perdas que não sei se superarei. Este ano me fez entender que a bondade é relativa e que as pessoas se machucam mais quando amam do que quando se isolam. Mas eu preciso confessar que à medida que eu deixei de sofrer por me afastar das pessoas, eu deixei de viver. Decotei as decepções, mas decotei com elas os amores, os sorrisos, o coração acelerado e tudo que faz alguém suspirar sem querer. Portanto... Em 2011 eu quero me decepcionar, eu quero sofrer, eu quero chorar e, acima de tudo, eu quero arriscar, tentar e viver cada segundo sem medo do que isso possa resultar.
Andreza Filizzola, 24
“Em 2011 eu vou ter mais sonhos pra sonhar. Força pra viver. Chão pra percorrer. Eu vou cair, vou chorar e superar, porque sei que não vacilarei mais, não por algo que já me afligiu. A pedra que me atrapalhou o ano inteiro não trará males alguns a mim no que está por vir, já que sou mais forte a cada dia que termina. Cantarei vitórias em meio a guerras, pois algo de bom eu aprenderei sobre qualquer fatalidade próxima. E não importa o que seja e o que aconteça, vou ter sempre um sorriso em meu rosto. E se não tiver? Sei que vou ter, pois a tristeza pode até bater em minha porta, entretanto estarei preparada com um escudo forte que me defenderá de todos esses incômodos: O AMOR.” 
Camila Miranda, 16

 ......................................

Agradeço a todos os blogueiros parceiros, que aceitaram participar da idéia de abrir o ano do Etc&tal com suas palavras sobre os meses que virão, representando todos os leitores deste blog. Em 2011 o Etc continuará levando até vocês leituras leves, com opinião, diversão e clareza, para os que me acompanham por aqui. Quem não lê, que leia. Quem não segue, que siga. Quem quiser criticar, o espaço estará sempre aberto às suas opiniões. Que seja um ano de paz, consciência e responsabilidade para mim, para você, para todos nós. Um ano para correr atrás, para querer mais, para ser capaz. O ano está só começando. Em 2011, continue bem à vontade no Etc&tal.


3 comentários:

Jéssica Luz' disse...

Eita, que show de pensamentos!
Gostei muitoo!

Feliz 2011...
Um Abração.

Jéssica Luz'

Kássia Camila disse...

Belo post, gostei muito.

Beijos!!

Descanso da Alma disse...

Valeu Gustavão, me perdoe mesmo por não ter enviado meus desejos para 2011, como você sabe, minha filha nasceu e ando num turbilhão e pestanas pesasdas por conta do sono irregular e isso tem me deixado sem inspiração pra escrever.

Em uma frase o que mais desejo para 2011 não são mais respostas, mas novas perguntas para desbravar a vida...

Abração e um excelente 2011 pra todos nós!