sábado, 20 de fevereiro de 2010

Rotinas







Chega de férias, chega de descanso. Agora é pra valer! A partir de segunda lá entraremos nós na bendita - ou maldita - rotina. Voltar a ter horários certos pra tudo, as mesmas pessoas, os mesmos lugares marcados na sala, tudo aquilo que esquecemos que existe por 2 meses vai voltar a ser realidade, a nossa realidade. Tudo bem, oficialmente falando, muitos já voltaram aos seus postos de natureza, mas ,brasileiramente falando, o país começa a girar a partir de segunda-feira. Já sei porque a segunda-feira tem essa fama justíssima de pior dia da semana. Ah, como o Fantástico é torturante!
É esse tão famigerado dia que marca o reinício. O reinício das aulas, do trabalho, das vidas, afinal nossos neurônios precisam trabalhar, tanto quanto os músculos. Férias de 6 meses seriam ótimas, mas nossos companheiros cerebrais atrofiariam por tanto descanso. Nada demais faz bem. Eu, por exemplo, sinto falta da minha vidinha casa-universidade-casa, mas basta um diazinho rotineiro pra eu sentir saudade do meu ócio. Principalmente pra quem não teve muito o que aproveitar nesse recesso coletivo, faz falta um dia agitado, uma regra, certezas do que fazer no dia seguinte. As pessoas, ah, as pessoas. Aquelas mesmas que em dezembro você não aguenta mais nem ouvir a voz, de repente são, de novo, as peças que preenchem o teu quebra-cabeças. E ter certeza de que, até o próximo intervalo, todo mundo junto vai escrever muitas páginas de mais um ano.
Quanto aos lugares, uma das coisas que mais fazem falta. De verdade, rola até um apego por aquele cantinho da sala, por aquelas casas que a gente vê no caminho da nossa, pelos ônibus que a gente pega, por aquela fome animal apertando lá pelas 11. Aqueles lugares que começam a enjoar depois de uns meses, é verdade, mas são parte de nós, viram nossas casas por boa parte do dia. Quando a empolgação do retorno cessa é absolutamente explicável que você nem ligue mais pra fachada ou pra cor das paredes, mas basta um mês longe pra tudo voltar a ser novo.
Como mais um ciclo começa, mais uma penca de saudades vai acabar, outros dias vão... Ih, tenho que ir! Tá tarde e amanhã tem missa!
                  

                                    



Nenhum comentário: